Home » Cases » Grupo Queiroz Galvão - 17/11/2014

Voltar

Grupo Queiroz Galvão

17/11/2014

Grupo Queiroz Galvão

Desafio:
Substituir no canteiro de obras do edifício Absolutto, localizado no Recreio dos Bandeirantes na capital carioca, o sistema controle de acesso feito com cartões de proximidade por um sistema que evitasse fraudes e que funcionasse mesmo com usuários que estivessem com as mãos sujas ou tivessem digitais ilegíveis.

Solução:
• 1 catraca com leitor biométrico vascular da Fujitsu baseado na tecnologia PalmSecure®, que utiliza raios infravermelhos para capturar a imagem do padrão de veias da palma da mão. A autenticação ocorre ao comparar o padrão detectado ao que foi previamente registrado no sistema.
• Software W-Access para o gerenciamento de acesso de 100 usuários.
O integrador HPC foi responsável pelo projeto em questão e pela implantação.

Resultados:
• Aumento da segurança na liberação do acesso à obra, tendo em vista que a tecnologia em questão é praticamente inviolável.
• Maior higiene, pois não é necessário contato físico com o sensor.
• Eficiência na liberação de acesso de usuários que, devido ao seu ofício, estejam com mãos sujas ou tenham digitais ilegíveis.

O Grupo Queiroz Galvão nasceu e tornou-se grande a partir de uma construtora. E construções, especialmente as de grande porte e que aceleram o desenvolvimento de áreas como a mobilidade urbana, habitação, logística, saneamento, estradas e concessões de operação de portos, ferrovias, saneamento e rodovias, continuam a ter grande destaque no portfólio de operações do Grupo.


Produtos Relacionados

Soluções Relacionadas